Diário de bordo: 10 de Maio

A partir das propostas da disciplina e das propostas do VAC, está se formalizando uma proposta de projeto e implantação dele pelo grupo Indisciplinar sob a Coordenação das professoras Marcela Silviano Brandão e Lucina Bragança, com os pesquisadores Luís, Felipe, Gabriela, Mayumi e Marília.  

A primeira reunião do grupo, no dia 10/05 foi voltada para decidir qual proposta era possível implantar e sua urgência. A reforma do parquinho foi a proposta escolhida, devido a algumas tentativas de ocupação para residências no local.  

Foi discutido também a melhor forma de abordagem com os moradores. É necessário um dispositivo de ativação que envolva a ciência social, questão mais formal, como pesquisa (etnografia, antropologia…) e a arte, o fazer. Os dois meios deverão andar sempre juntos durante a ação, para que o trabalho seja politizado e problematizado constantemente, evitando o sucateamento do produto final. Por isso ficou estipulado como tarefa também olhar se a reforma era uma necessidade e vontade real dos moradores. 

A decisão do dispositivo de ativação foi a realização de um evento na ocupação Eliana Silva, que servirá para convocar os moradores a participar da reforma do parquinho. Essa reunião aconteceria no próprio parquinho e a proposta é passar um filme projetado no muro e apresentar o indisciplinar, as frentes Natureza Urbana e Artesanias do Comum, como introdução e convocar os moradores para reforma, englobando piso, contenção, mobiliário e plantio de mudas.  

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *