[10.08.2017] 1ª Dinâmica na Eliana Silva

A primeira conversa entre alunos, moradores e coordenadores envolvidos na proposta do PFlex, ocorreu no dia 10/08/2017 em frente a biblioteca da Eliana Silva. O encontro foi organizado para discutir as propostas para o ônibus e o terreno, por meio dos dispositivos desenvolvidos pelos alunos.

A dinâmica teve início com discussões para reconhecer o espaço destinado às intervenções para além das suas características naturais e dimensões físicas. Para isso, foi produzido ícones com as temáticas (1.) Grupos, encontros, eventos e oficinas, (2.) Habilidades e materiais disponíveis e (3.) Lugares e relações econômicas e de troca, os quais seriam dispostos na maquete do terreno.

Segundo os moradores e coordenadores da ocupação Eliana Silva, a ideia era construir no terreno um espaço multiuso destinado a reuniões, festas, e até mesmo uma sede do MLB. Por falta de verba, não foi possível avançar com o projeto e em contrapartida, o terreno se configurou como um grande espaço de passagem, devido a sua conexão direta entre av. Che Guevara e av. Perimetral. Dentro deste contexto, surge a ideia de usar a estrutura do ônibus como um elemento de experimentação e experimentar inúmeras possibilidades: ônibus-praça, ônibus-feira, entre outras exemplos de repertório levantados pelo grupo dos jogos.

A partir destas referências novas ideias foram surgindo, dentre elas a de um bazar itinerante. Segundo os moradores, as ocupações recebem muitas doações de roupas e acessórias pessoais, e regularmente são feitos bazares externos a ocupação a fim de arrecadar fundos.

Um dos pontos-chave da discussão foi a própria funcionalidade do ônibus. Ao longo da dinâmica foi possível perceber que a ideia do ônibus como meio transporte pela cidade é um desejo comum aos moradores e coordenadores. Essa demanda irá refletir na elaboração das intervenções, uma vez que será preciso manter a funcionalidade do veículo para quando necessário. Essa ideia ainda indica a necessidade de pensar na construção de um espaço no terreno desvinculado ao ônibus,  que ainda sim funcione quando o este estiver em uso.

Por fim, foi definido que seria interessante refazer a dinâmica no dia 21.08 na ocupação Paulo Freire, a fim de incentivar a participação de um maior números de moradores e coordenadores, além de permitir que os outros dispositivos de diálogos produzidos pelos grupos também possam fazer parte da prática.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *